SQL Injection: O que é e como se proteger

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA VIP!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Você já ouviu falar em SQL Injection? Essa é uma das ameaças mais comuns que os sites e aplicativos enfrentam atualmente. Neste artigo, vamos explicar o que é SQL Injection, como funciona e como você pode se proteger contra essa ameaça.

O que é SQL Injection?

SQL Injection é uma técnica de ataque que consiste em explorar vulnerabilidades em sistemas que utilizam banco de dados.

Basicamente, um atacante usa um código malicioso para inserir instruções SQL em uma consulta que será executada pelo banco de dados.

Essas instruções podem permitir que o atacante acesse, altere ou exclua dados do banco de dados, comprometendo a integridade do sistema.

Como funciona o SQL Injection?

O SQL Injection acontece quando um sistema não trata adequadamente as entradas do usuário que serão utilizadas em consultas ao banco de dados.

Por exemplo, imagine um sistema de login que faz a consulta ao banco de dados com a seguinte instrução SQL:

SELECT * FROM usuarios WHERE usuario = ‘nome’ AND senha = ‘senha’

Se o sistema não validar corretamente os dados de entrada do usuário, um atacante pode inserir uma instrução maliciosa no campo de usuário ou senha. Por exemplo, ele pode digitar o seguinte no campo de usuário:

‘OR ‘1’=’1

Isso faz com que a instrução SQL fique assim:

SELECT * FROM usuarios WHERE usuario = ” OR ‘1’=’1′ AND senha = ‘senha’

Agora, o banco de dados retorna todos os usuários, porque a condição ‘1’=’1′ sempre é verdadeira. Com isso, o atacante conseguiu acessar todos os dados de usuários do sistema.

Como se proteger contra SQL Injection?

Existem várias formas de se proteger contra SQL Injection. Aqui estão algumas dicas:

Utilize prepared statements

Prepared statements são uma forma de consultar o banco de dados que previne o SQL Injection. Basicamente, você prepara uma instrução SQL com espaços reservados para os dados que serão fornecidos posteriormente. Por exemplo:

SELECT * FROM usuarios WHERE usuario = ? AND senha = ?

Depois, você fornece os dados de entrada separadamente, em um array ou objeto. O banco de dados trata esses dados como valores, não como instruções SQL, eliminando a possibilidade de SQL Injection.

Utilize funções de escape de caracteres

As funções de escape de caracteres ajudam a tratar os dados de entrada do usuário para evitar a inserção de instruções SQL maliciosas.

Por exemplo, a função addslashes() adiciona barras invertidas () antes de caracteres especiais, como aspas simples (‘), evitando que eles sejam interpretados como parte de uma instrução SQL.

Valide os dados de entrada do usuário

É importante validar os dados de entrada do usuário para garantir que eles estejam no formato correto e não contenham caracteres maliciosos.

Por exemplo, se você espera receber um número inteiro, é importante validar se o dado fornecido é realmente um número inteiro.

Limite os privilégios do banco de dados

É importante limitar os privilégios do banco de dados para minimizar o impacto de uma eventual invasão. Por exemplo, você pode criar um usuário com privilégios limitados para acesso ao banco de dados, de forma que ele não possa executar instruções que comprometam a integridade do sistema.

Mantenha o software atualizado

Mantenha o software do seu sistema e do banco de dados atualizado com as últimas correções de segurança. Isso ajuda a prevenir vulnerabilidades conhecidas que possam ser exploradas pelos atacantes.

Utilize firewalls e IDS/IPS

Firewalls e sistemas de detecção/prevenção de intrusão (IDS/IPS) ajudam a proteger o sistema contra ataques externos. Eles podem bloquear tráfego malicioso e identificar atividades suspeitas.

Realize testes de segurança

Realize testes de segurança regulares para identificar possíveis vulnerabilidades no sistema. Esses testes podem ser realizados por especialistas em segurança ou através de ferramentas automatizadas.

Conclusão

SQL Injection é uma ameaça real e comum nos dias de hoje. No entanto, com as medidas de proteção adequadas, é possível reduzir significativamente o risco de comprometimento do sistema.

Utilize as dicas apresentadas neste artigo para proteger seu sistema contra essa ameaça.

Lembre-se também de manter-se atualizado sobre as últimas ameaças e vulnerabilidades de segurança, e sempre buscar as melhores práticas para proteger seu sistema e seus dados.

A segurança é uma responsabilidade compartilhada, e todos nós devemos fazer nossa parte para proteger a internet e nossos sistemas.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA VIP!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.